15139626_1295714433818280_2045341762_n-copia

17 a 29 dezembro – Exposição de pintura de Lídia Carrola

17 a 29 dezembro de 2016
Sala de Olivença

A Cor Do Poema exposição de pintura de Lídia Carrola inspirada na poesia de José Adalberto

A inauguração da exposição de pintura e apresentação do livro de Poesia A Cor Do Poema de José Adalberto será efectuada no dia 17 de Dezembro pelas 17:00 horas e contará com a animação musical do duo BAND OLIM

A Cor do Poema é um projecto conjunto da artista plástica Lídia Carrola e do poeta José Adalberto que procura unir poesia e pintura num único evento itinerante que iniciou percurso em Outubro de 2015 em Pombal, já passou por Aveiro, Condeixa e Estarreja, vai passar agora em Lisboa, e espera-se, que depois de Barreiro, vá terminar o seu percurso em Ponta Delgada.

• A Cor Do Poema surge como uma paleta que os olhos inventam para saborearem a tonalidade, através de uma caligrafia onde se notam as tremuras da emoção, quais tules que se desdobram, véu após véu, qual iniciação que se revela entre segredos, como se o poeta quisesse descobrir-se na aurora, mesmo sabendo dos ocasos, através das telas da Lídia Carrola, que se transfigura numa tecelã de sonhos e se usa, lua, para perscrutar noites, e se prende a um raio de sol para dançar a alvorada.
Luísa Venturini – In Prefácio do livro A Cor Do Poema

Lídia Carrola nasceu em Belmonte e é licenciada em Pintura pela Escola Universitária Artística de Coimbra – EUAC.
Tem vários trabalhos publicados na área do design, serigrafia, assim como intervenções escultóricas.
Trabalha como designer de Jóias.
É autora da pintura do certificado de garantia da colecção “Trajes Regionais de Portugal” das Colecções Orbis.
Está citada nos livros “Artes Plásticas The International Association of Lions Club International” e “Aspectos das Artes Plásticas em Portugal”.
Está representada em colecções particulares em Portugal, França, Inglaterra Espanha e Macau, bem como nas Câmaras Municipais de Belmonte, Marinha Grande, Povoação, Ponta Delgada, Pombal e Museu da Graciosa.
É autora de seis telas em exposição permanente que fazem parte do espólio do Centro Cultural de Pombal.
Autora do design de várias peças de cerâmica.
Medalha de ouro na Exposição Internacional de Artes, promovida pela AGP(Artes Galego Portuguesa) em Mira- 2014.
Medalha de mérito Cultural atribuída pela Câmara Municipal de Pombal -2015.

José Adalberto Martins da Silva nasceu em 25 de Junho de 1952 em São Lourenço do Bairro, Anadia. Residiu e viveu em Estarreja entre 1956 e 1979, data a partir do qual passou a residir e trabalhar no Barreiro.
José Adalberto foi professor do Ensino Público na Murtosa, Pombal e Bissau, é Engenheiro de electrotecnia e máquinas pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto, exerceu funções de Quadro Superior na Quimigal entre 1979 e 1985 sendo actualmente quadro superior da LBC Tanquipo, SA.
Após a edição póstuma do livro de poesia “ Versos que Vão no Vento “, de seu pai José Martins da Silva, em Novembro de 2012, na Biblioteca Municipal de Estarreja, sentiu um forte apelo da poesia e deu início a uma fase de profícua escrita até aos dias de hoje.
A Cor Do Poema é o seu primeiro livro de poesia e surge na sequência da vontade que a pintora Belmontense Lídia Carrola manifesta em dedicar um conjunto de pinturas à sua poesia e, mais tarde, de desenvolvimento de um projecto conjunto que unisse a sua pintura à poesia do Poeta.

Posted in Agenda.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>